buscar
´

Como baixar, validar e usar a CNH digital com QR code

Como tudo o que temos conhecimento, o sistema evoluiu e para obter a versão eletrônica da CNH, daquela que vc acessa pelo celular, é necessário que seja motorista, claro e já ter a versão impressa com o QR Code. Trata-se de um código que é bidimensional, ele cataloga as informações do motorista permitindo que o sistema carregue automaticamente seus dados como titular do documento.

Automóveis
8 meses atrás
Como baixar, validar e usar a CNH digital com QR code

O que isso muda na vida do motorista contemporâneo? Tudo, afinal a partir deste momento de mudanças nem você, motorista, precisa carregar a CNH impressa, ou seja, este documento de porte obrigatório poderá te acompanhar via celular. É preciso baixar o aplicativo, efetuar seu cadastro no site do Denatran e ativar o app da CNH digital no seu Smartphone.

Baixar app CNH digital

É bem fácil o uso da ferramenta. Ela segue disponível para download grátis, o app funciona na maioria dos smartphones modernos, para quem usa sistema Android, deve baixá-lo no Google Play, para o caso de usuários de iPhone devem fazer o download pela Apple Store, que carrega automaticamente para o sistema ioS, é uma ação simples e sem custo algum para o usuário, com navegação simples torna o processo rápido e sem complicações.

O app disponível para sistemas IOS ou Android está disponível apenas para os motoristas que já possuem a nova versão da CNH com QR Code. Caso a sua versão não tenha o código de barras, será preciso solicitar a CNH digital através de um certificado digital ou mesmo diretamente no Detran.

O que é a CNH Digital

Estamos falando de um documento nacional, só para começar a entender a dimensão da importância deste documento. E esta nova versão da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) digital garante que a praticidade ao motorista seja muito grande evitando, entre outras, as temidas multas de trânsito. Como isso tudo funciona na prática? É simples e prático, para quem não estiver portando o documento impresso no momento de uma blitz, no caso, poderá acessar o documento via versão eletrônica por meio do aplicativo oficial para Smartphone ou ainda, na versão em formato PDF salvo no próprio aparelho.

Diante de uma autuação da polícia ou agentes de trânsito, a apresentação da CNH, seja ela em papel ou via eletrônica, trata-se de uma obrigação civil apresentar o documento, ou seja, é obrigatória, e a falta dela acarreta multa de R$ 88,38, três pontos na carteira e a retenção do veículo.

Saiba como tirar a sua

Desde fevereiro de 2018, a CNH digital ficou disponível pelo Brasil todo. No entanto, a novidade teve uma acolhida bem abaixo da média devido à burocracia do processo para solicitar o documento digital. Desde dezembro 2018, o Ministério das Cidades aprovou – para aqueles que quem já possuem a CNH com o QR Code impresso – gerar gratuitamente a versão digital sem precisar ir pessoalmente ao posto físico do Detran ou sem obter o certificado digital. Atualmente, mais de 26 milhões de brasileiros já contam com a CNH com QR Code, medida que começou a ser aplicada a partir de maio de 2017.

A tendência agora é que a opção da CNH digital seja adotada na sua totalidade.

De acordo com Alexandre Baldy, Ministro das Cidades, o objetivo da digitalização da CNH é ao longo do tempo tornar “desnecessária à impressão da CNH pelo papel”.

Aqueles que tiraram ou renovaram carteira depois de maio de 2017 já têm a CNH com o QR Code na parte interna do documento em papel. Segundo o Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF), esse é o caso de cerca de 200 mil motoristas.

Cadastro no Portal de Serviços do Denatran

No entanto, mesmo quem já está com a carteira com QR Code e não tem um certificado digital, antes de ativar o aplicativo que emite a versão eletrônica, precisa atualizar os dados cadastrais inseridos no Detran.

Com a finalidade de evitar fraudes, a atualização tem de ser feita presencialmente, em um dos postos de atendimento ou em uma das unidades do Na Hora. Com as informações atualizadas, o passo seguinte é se cadastrar no Portal de Serviços do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). Ao entrar no site, o internauta deve clicar no ícone Cadastro e informar o CPF. Caso já tenha cadastro no portal, basta fazer o login, com o CPF e a senha que criou anteriormente.

Com os dados confirmados pelo Detran, é possível solicitar um código de ativação para a CNH digital, que será enviado por e-mail. É com ele que se poderá acessar o aplicativo CNH Digital pela primeira vez.

Para emitir a CNH digital é preciso ter o QR Code

Para obter a versão digital, alem de bem simples, é necessário que o documento impresso já tenha um código bidimensional impresso nele o que dê acesso aos dados do motorista, o QR Code. As informações ficam armazenadas dentro de um sistema criptografado que é lido por um aplicativo próprio para isso.

Passo a passo para emitir a CNH digital

O primeiro passo é fazer o cadastro no Portal de Serviços do Denatran e solicitar o código de ativação para a CNH digital.
Existem três caminhos possíveis:

  • Com certificado digital
  • Sem certificado digital
  • Pelo celular

Com efeito, a maior dificuldade para divulgação da CNH digital estava na exigência de solicitar um certificado digital, que só pode ser fornecido por uma empresa certificadora e com valores em média a partir de R$ 160. Quem não quisesse pagar pelo certificado digital tinha que se deslocar ao Detran da sua cidade para fazer uma validação dos seus dados.

O resultado foi que até o final de 2018 o número de brasileiros que optaram pelo documento digital não ultrapassava 600 mil, o que representa uma porcentagem muito pequena.

O motorista deverá baixar o aplicativo CNH Digital, disponível nas lojas Play Store (Android) ou App Store (iOS), entrar nele com a senha do portal e inserir o código de ativação que recebeu por e-mail. Lembrando que após entrar no aplicativo pela primeira vez, ele permite criar um PDF exportável para o celular, que funciona como uma cópia autenticada. Assim, o condutor não precisará mais de internet para acessar o documento nas próximas vezes.

A partir desse momento, alterações de número de celular e e-mail, bloqueio de aparelho e cancelamento da CNH digital poderão ser feitos pelo site do Denatran — ou seja, não será mais necessário ir ao Detran.

Para novas carteiras ou permissão para dirigir, não é preciso fazer a atualização, pois a CNH digital será automática — desde que tenham sido informados, na abertura do processo, o número de celular e o e-mail.

CNH digital pelo celular

Vamos entender melhor como funciona então a nova CNH pelo celular, o uso do certificado digital ficou dispensado enquanto por outro lado, uma nova condição foi exigida: ter o código QR Code impresso na CNH.

Entendendo como ficou: para aqueles que tiveram o documento emitido até maio de 2017, será necessário ir ao Detran com a solicitação da segunda via da CNH, composto do pagamento da taxa para a emissão do documento com o QR Code já integrado. Uma vez obtido a CNH com o código de barras bidimensional passa a ser possível fazer a solicitação da CNH digital por meio da opção “Pelo Celular”. A partir dai, o código de ativação que é emitido por meio da leitura do código QR Code, poderá então, ser visualizado pelo e-mail que é enviado ou pela própria página do Denatran. A próxima etapa será instalar o aplicativo CDT (Carteira Digital de Trânsito) pelo Google Play ou Apple Store e fazendo o preenchimento do código de ativação.

O benefício por meio do aplicativo para IOS ou Android está disponível apenas para quem tem a CNH com QR Code. Do contrário, será preciso solicitar a CNH digital através de um certificado digital ou mesmo diretamente no Detran.

Baixar app CNH digital

Disponível para download grátis, o app roda em praticamento todos os tipos de equipamentos atuais, para quem usa Android, deve baixá-lo no Google Play, os usuários de iOs devem fazer o download pela Apple Store.

Veracidade e segurança do aplicativo

Usando a câmera do próprio celular, uma prova da vida será realizada, que consiste na identificação biométrica facial e que utiliza movimentos para impedir que o processo seja fraudado. Em seguida, o usuário deverá cadastrar o número do celular, bem como registrar uma senha de quatro dígitos. Toda vez que quiser acessar a CNH digital será preciso digitar a senha, independente de estar com acesso à internet.Para maior segurança e controle, todo o processo é acompanhado pelo Serpro (Serviço Federal de Processamento de Dados).

Para quem tem CNH sem QR Code, é necessário pedir segunda via

Quem ainda não tem a CNH com o QR Code e quer a versão digital precisa solicitar a segunda via, o que pode ser feito pelo site do Detran, no caminho: Serviços, Condutores, 2ª Via da Habilitação.

CNH digital
CNH digital

O pedido vai gerar um boleto de R$ 135. Depois de pago, a nova carteira já com o QR Code, é enviada para o endereço informado no cadastro. Como no caso daquelas com QR Code, os dados cadastrais devem ser atualizados em um dos postos de atendimento do Detran ou em uma das unidades do Na Hora. Com a segunda via em mãos, basta seguir o passo a passo daqueles que já têm o documento impresso com o código bidimensional.

Para mais informações sobre a CNH digital, visite a página de perguntas mais frequentes do Denatran.

Mais de 1,5 milhão de motoristas do DF poderão ter a CNH digital e o Distrito Federal foi a segunda unidade da Federação a introduzir a CNH digital, depois de Goiás. Conforme determinação do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), todos os departamentos de trânsito do País devem estar aptos a emiti-la até 1º de fevereiro de 2018.

CRLV digital

Trata-se do documento de porte obrigatório veicular, ou seja, a praticidade está disponível, não só para o motorista, como para o veículo também. A expectativa é que o CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos) digital também seja liberado a nível nacional. Para agora, apenas uma pequena lista de Estados dos quais disponibilizam o documento digitalizado de veículos:

  • Mato Grosso do Sul
  • Goiás
  • Rondônia
  • Distrito Federal
  • Ceará
  • Sergipe

Além da praticidade de portar um documento digitalizado, a medida auxilia no caso da perda do documento. Se o seu celular, por exemplo, for roubado você poderá emitir rapidamente outra via digital ou mesmo utilizar a via física que estava guardada em casa.A novidade digital também gera economia, tanto para o cidadão como para os órgãos públicos.

Motivos para você querer o novo Toyota Corolla 2020
Com a chegada da décima segunda geração do Toyota Corolla ao mercado brasileiro, as expectativas que cercam o modelo começam a crescer cada vez mais, ainda mais quando falamos...
Vendas do Novo Corolla 2020 superam expectativas da montadora
A 12ª geração do veículo mais vendido do mundo estreou no País como um divisor de águas na indústria automotiva brasileira. Pela primeira vez na história, um veículo...
Jeep Compass chega como um SUV de respeito
O Jeep Compass está com a linha 2020 à venda nas 191 concessionárias da marca ao mesmo tempo em que acumula mais uma conquista, depois de ser o SUV mais vendido no mercado...
Não fez recall? Agora vai ficar registrado no documento do veículo
A nova regra começou a vigorar no dia 1 de outubro de 2019. Havendo a falta de recall no prazo de um ano, haverá uma anotação da ausência no Certificado de Registro e...
Conheça a Tarok, a nova picape da Volkswagen
Paralelamente as SUVS, o mercado de caminhonetes também vem crescendo cada vez mais no mundo. De olho nas mais diversas oportunidades desse mercado (principalmente no Brasil), a...

O Fusne é um site para quem ama internet, nós somos especializados em testar apps e tudo mais que envolve tecnologia. O que você vai encontrar por aqui é escrito por humanos, que vivem fazendo compras online, assim como você, então entende as suas dificuldades e felicidades nessas horas. O material do Fusne é testado várias e várias vezes pela equipe...